JEJUM INTERMITENTE? Aprenda como você pode emagrecer sem fazer jejum prolongado.

Um emagrecimento saudável dispensa a prática de longos períodos em jejum

Passar muitas horas do dia sem se alimentar pode prejudicar seu processo de emagrecimento saudável. Embora pareça uma idéia completamente descabida, muitas pessoas adotam este tipo de postura na busca por uma vida saudável. Muitas vezes ficam em jejum ao longo do dia todo e se esquecem da máxima real e eficaz de que se alimentar várias vezes ao longo do dia é fundamental para manter o metabolismo sempre acelerado.

Longos períodos de jejum também podem acarretar desequilíbrios alimentares importantes. Após um longo e intenso dia de trabalho, por exemplo, é comum perceber a falta de opções para cozinhar algum ingrediente saudável na chegada em casa e, como substituição, faz-se uma alimentação não muito saudável. Por exemplo, pedir uma pizza ou beliscar algumas guloseimas.

Prejuízos

Podemos verificar uma lista de pontos negativos causados pelos espaçosos períodos de jejum em um processo de emagrecimento saudável. O primeiro deles é a capacidade de escolha dos melhores produtos ao longo do dia. Ao consumir alimentos mais calóricos, nem sempre se ingere os nutrientes necessários para o melhor desenvolvimento do organismo.

Como o organismo humano é algo extremamente inteligente, praticar o jejum é atitude sem chances de sucesso nos processos de emagrecimentos definitivos. Quando este organismo não recebe nenhum ingrediente ao longo de quantitativos espaços de tempo faz com que ele diminua seu ritmo metabólico e comece a poupar energia para tentar sobreviver da melhor maneira.

Quando o objetivo é o emagrecimento,  estar com o metabolismo trabalhando de forma vagarosa é das últimas opções a serem tomadas neste gradativo processo. Sendo assim, especialistas apontam que longos períodos de jejum jogam contra o processo de emagrecimento.

A lógica deste raciocínio ainda contempla os conceitos de comprometimento, programação e organização para que o espaço entre uma refeição e outra seja de, no máximo, quatro horas.

Desmistificando o senso comum

Uma vez que a noção de ficar em jejum foi claramente descartada em contraposição a um emagrecimento saudável que preza por várias (e saudáveis) refeições ao longo do dia, o recomendável pelos estudiosos desta área aponta que o período de três a quatro horas é o suficiente para intercalar uma refeição e outra.

Um pequeno lanche, como uma fruta, uma barrinha de cereal ou um iogurte são algumas das alternativas disponíveis para preencher todas estas refeições ao longo do dia. A palavra-chave deste processo é equilíbrio.

Uma segunda dica neste cenário é inserir alarmes ao longo do dia – mais precisamente, da ativação deste dispositivo de três em três horas. Quando o celular tocar, a tendência é a lembrança natural ao saber que o jejum não é bem-vindo em nenhum processo de emagrecimento saudável.

Sair de casa com estes lanches rápidos organizados também é fundamental em um processo que contempla todas as benfeitorias de uma dieta equilibrada. Assim, as desculpas não aparecem com tanta freqüência, seja no trabalho ou em qualquer outra atividade da rotina.

A Polêmica do JEJUM! Não sofra, você pode EMAGRECER comendo mais vezes durante o dia.

Energia nutricional

É através dos alimentos que o corpo retira as principais substâncias para gerar energia às atividades do dia-a-dia. Portanto, se alimentar de forma leve, equilibrada e com uma freqüência recomendada de, no máximo, de quatro em quatro horas, faz com que o organismo se sinta sempre preparado para os desafios da rotina nos campos mental e físico.

Passar a estocar mais energia (e “gastar” menos) não é ação recomendada nos processos de emagrecimentos definitivos. Por conta disso – e partindo-se do princípio clássico de que ficar em jejum gera lentidão ao metabolismo -, a chance de perder massa muscular é ainda maior, pois os músculos podem ser altamente degradados.

O que comer?

Não basta se atentar apenas aos horários das refeições praticadas de três em três horas, é preciso focar também na qualidade do alimento que é ingerido. Para não “colocar o pé na jaca” e estragar tudo em uma ou duas refeições, o indicado pelos nutricionistas, educadores físicos e demais profissionais da área afirmam que castanhas são boas opções de escolha nos chamados “lanchinhos intermediários”, que se situam entre uma e outra refeição ao longo do dia.

Frutas, barrinhas de cereais, snacks e os demais petiscos saudáveis em geral também são opções altamente solicitadas pelos nutricionistas. É preciso se dar o máximo valor, ainda, à refeição do café da manhã. Começar o dia com os níveis máximos de disposição e energia é fundamental para concentrar em todas as demais ações da rotina com o pé direito.

Por último, uma dica imprescindível deste processo é a manutenção do hábito adquirido. Por exemplo, quando uma alimentação balanceada é colocada em prática no que diz respeito às quantidades calóricas dos pratos – e, claro, aos horários – é preciso se atentar à manutenção destes importantes e benéficos tópicos do emagrecimento definitivo. O verbo “manter” é peça-chave de todas estas etapas.